Notícias
Notícias
Confira todas as matérias relacionadas ao varejo de shopping centers.


BUSCA DE NOTÍCIA
ANO:
MÊS:
TIPO:


07/03/2018
Notícias
A mulher por trás de uma rede de sucesso
Por: Redação
Fonte: Sem fonte
Conheça a história da Água Doce Sabores do Brasil sob a ótica de Silvia Golfeto – a esposa do visionário Delfino Golfeto, um ex-boia fria que se transformou num dos principais franqueadores do Brasil
 
Certo dia, a professora Silvia Golfeto foi surpreendida por um pedido do marido Delfino: ele queria montar ‘um boteco’ na garagem de casa, na cidade de Tupã, interior de São Paulo. Delfino era um profundo conhecedor de cachaças; Silvia tinha muito talento na cozinha. Uniram forças e, sem saber, começaram uma bela história.
Nascia, em 1990, a Aguardenteria Água Doce, uma boutique de cachaças. “As pessoas iam até a loja para degustar as cachaças antes de escolher o que desejavam comprar”, recorda-se Silvia. “E, além das bebidas, oferecíamos também alguns quitutes preparados por mim, na cozinha de casa. Sempre gostei de cozinhar e resgatei muitas receitas de família”. 
Silvia se recorda que, no início do negócio, usava suas próprias louças e panelas – muitas delas, presentes de casamento. “Eu ficava com medo de estragar e falava sobre isso com o Delfino. A resposta dele era sempre a mesma: Amor, este negócio vai dar tão certo que você vai comprar muitas louças lindas, pode acreditar!”
A Água Doce Aguardenteria ia ganhando fama na cidade, transformou-se em Água Doce Cachaçaria e ganhou um espaço maior. Silvia – que conciliava a jornada no novo negócio com a escola, onde ficou até se aposentar, os cuidados com os filhos e a casa – não só se dedicava à cozinha, mas também ao marketing. “Eu convidava os meus colegas da escola para visitar nosso espaço. Levava alguns quitutes para que degustassem e aceitava até encomenda de alguns”, lembra. “Muitos queriam saber de onde vinha tanta energia e minha resposta é a mesma até hoje: do amor e dedicação que devoto à minha família”. 
O negócio foi se expandindo pelo Brasil por meio de franquias e a participação de Silvia aumentou na mesma medida. “Estava sempre testando novos pratos para incluir no cardápio, acompanhando tudo de perto na nossa matriz, aqui em Tupã. Muitos dizem que sou nervosa, enérgica, mas é só o meu compromisso de fazer tudo bem feito, com qualidade, higiene e, claro, muito sabor”. 
E para ela não há melhor recompensa do que ouvir elogios quando deixa a supervisão da cozinha por alguns instantes e vai até o salão, cumprimentar clientes e amigos . “Há pessoas da cidade que frequentam a casa desde o início. E sempre falam que o padrão e o sabor resistem ao tempo”. 
Atualmente, os cuidados com a Água Doce de Tupã são compartilhados com a filha, a nutricionista Andressa. Segundo a mãe, a jovem segue muito do que aprendeu com ela. “E se precisar ensinar um colaborador a cortar uma cebola ou a fritar uma carne, arregaço as mangas e faço com muito prazer, porque isso aqui é a minha vida”, acrescenta Silvia. 
Hoje, 27 anos depois, Silvia Golfeto se diz realizada com o que construiu com o marido, Delfino Golfeto. A Água Doce é uma rede de mais de 80 franquias espalhadas pelo Brasil. É reconhecida não só pelo que oferece aos clientes, mas pela seriedade e empenho que a franqueadora dedica aos franqueados – a família Água Doce, como Silvia faz questão de frisar. “Eu vou para a Água Doce de manhã, à tarde e à noite. Com a mesma motivação e alegria de quando começou, em 1990. E sei que nossa história vai longe quando vejo uma das minhas netinhas me fazendo um pedido recorrente: Vovó, deixa eu ficar na cozinha”, diverte-se.  
 
Histórico de notícias
Aguarde! Em breve